Eu e ela estávamos ali encostados na parede

Gilberto Gil
Caetano Veloso
José Agrippino de Paula

Eu e ela estávamos ali encostados na parede
Ela estava em silêncio e eu estava em silêncio
Eu sentia o corpo dela junto ao meu
Os dois seios, o ventre, as pernas e os seus braços me envolviam
Eu pensei que ela deveria sentir o calor que eu estava sentindo
Nós dois estávamos imóveis encostados na parede
Eu não me recordo quanto tempo
Mas nós estávamos abraçados
E encostados ali há muito tempo
Eu não me recordava se eram horas, dias, meses
Nós dois esquecemos naquele momento
Que nós dois pretendíamos a paz
Dentro da violência do mundo
E sem perceber a chegada da paz, nós dois estávamos
Alojados dentro dela

Nós não saímos da parede, e a paz nos encontrou
Subitamente
Não enviou nenhum sinal
E nós não procuramos a paz


© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canadá) /  © Guilherme Araújo Produções Artísticas LTDA. (adm. por Warner/Chappell Edições Musicais LTDA.)

ficha técnica da faixa:
guitarra: Perinho Santana
flauta: Tuzé de Abreu
bateria: Chico Azevedo
sax e flauta: Mauro Senise
percussão: Djalma Correa
baixo: Arnaldo Brandão
piano: Tomás Improta

Outras gravações:
"Doces bárbaros 1", Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia 1976
[ sobre trecho do livro Panamerica, de José Agrippino de Paula ]
63615932 BRMCA7600115