Vitrines

Gilberto Gil

As vitrines são vitrines
Sonhos guardados perdidos
Em claros cofres de vidro

Um astronauta risonho
Como um boneco falante
Numa pequena vitrine
De plástico transparente
Uma pequena vitrine
A escotilha da cabine

Mundo do lado de fora
Do lado de fora, a ilha
A ilha Terra distante
Pequena esfera rolante
A Terra bola azulada
Numa vitrine gigante

O cosmonauta, a vitrine
No cosmos de tudo e nada
De éter de eternidade
De qualquer forma vitrine
Tudo que seja ou que esteja
Dentro e fora da cabine
Eter-cosmo-nave-nauta
Acoplados no infinito
Uma vitrine gigante
Plataforma de vitrines

Eu penso nos olhos dela
Atrás das lentes azuis
Dos óculos encantados
Que ela viu numa vitrine
Óculos que eu dei a ela
Num dia de muita luz

Os óculos são vitrines
Seus olhos azuis, meu sonho
Meu sonho de amor perdido
Atrás de lentes azuis
Vitrines de luz, seus olhos
Infinitamente azuis

As vitrines são vitrines
Sonhos guardados perdidos
Em claros cofres de vidro


© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canada)

ficha técnica da faixa:
voz e violão: Gilberto Gil
guitarra: Lanny Gordin
baixo: Sérgio Barroso
bateria: Wilson das Neves
piano, órgão e arranjo de metais: Chiquinho de Moraes

"Vitrines tem um ingrediente romântico que vem do fato de eu ter namorado uma menina de olhos azuis na Espanha, para onde fomos fazer o show da Rhodia, Momento 68; uma brasileira que tinha ido com a gente pra lá e pra quem eu tinha comprado um par de óculos que tinham sido perdidos e achados de novo numa vitrine de uma outra cidade.

"A visão dos olhos através dos óculos: a canção desenvolve uma idéia poética elaborada, de penetração nas profundidades de camadas sobrepostas sobre o ser, de caixas transparentes contendo corpos dentro de corpos, almas dentro de almas.

"É engraçado hoje em dia eu me debruçar sobre essas coisas que eu não imaginava que pudessem ter o valor que a gente resgata agora, e que pra mim eram somente impulsos, assomos, e ver que de fato eram manifestações de alma poética, poesia já, reveladoras de um espírito de época, e das quais tudo o que eu vim a fazer depois parece carbono, cópia melhorada, desdobramento."
64947050