Não grude não

Gilberto Gil

Não grude não, não grude
Não grude não não grude
Não grude não, oxente, onde já se viu!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, o disgrama, quiuspariu!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, afasta, vai, sai pra lá!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, basta, deixa eu respirar.

Não quero evitar você
Mas jurar amor não vou
Iaiá, o açude secou
Me ajude a me escafeder

Quem se escafede não fede
Quem se escafede não mede
Da liberdade não cede nem um tantim
Numa cidade, sodade
Noutra cidade, sodade
Quem se escafede se antecede ao fim do fim.

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, carrapicho de jardim!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, carrapato, chato, assim!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, faz um, faz um favozim!

Não grude não, não grude
Não grude não, não grude
Não grude não, alô, já vou, atchim!!!


© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canadá)

ficha técnica da faixa:
voz e violão: Gilberto Gil
violão e programação adicional: Liminha
bandolim: Sérgio Chiavazzoli
percussão: Gustavo di Dalva
teclados e baixo synth: Claudio Andrade
vocal: Nara Gil
bateria: Alex Fonseca
violão dobro: Bem Gil
vocal: Barbara Ohana
vocal: Preta Gil
programação adicional: Walter Costa

BR-GPG-0800002