Back in Bahia

Gilberto Gil

Lá em Londres, vez em quando me sentia longe daqui
Vez em quando, quando me sentia longe, dava por mim
Puxando o cabelo
Nervoso, querendo ouvir Cely Campelo pra não cair
Naquela fossa
Em que vi um camarada meu de Portobello cair
Naquela falta
De juízo que eu não tinha nem uma razão pra curtir
Naquela ausência
De calor, de cor, de sal, de sol, de coração pra sentir
Tanta saudade
Preservada num velho baú de prata dentro de mim

Digo num baú de prata porque prata é a luz do luar
Do luar que tanta falta me fazia junto com o mar
Mar da Bahia
Cujo verde vez em quando me fazia bem relembrar
Tão diferente
Do verde também tão lindo dos gramados campos de lá
Ilha do Norte
Onde não sei se por sorte ou por castigo dei de parar
Por algum tempo
Que afinal passou depressa, como tudo tem de passar
Hoje eu me sinto
Como se ter ido fosse necessário para voltar
Tanto mais vivo
De vida mais vivida, dividida pra lá e pra cá


© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canadá)

ficha técnica da faixa:
voz e violão: Gilberto Gil
voz e violão: Caetano Veloso

Outras gravações:
"Alexandre Leão", Alexandre Leão, Velas
"e-collection", Barão Vermelho, Warner
"Estúdio Coca Cola", Nando Reis e Cachorro Grande, Universal
"Cinema Ipanema", Ricardo Vilas, Rob Digital
"Maravilhosa", Wanderléa, Universal
"A arte de gilberto gil", Gilberto gil, Polygram/fontana, 1985
Banda gardenais", independente, 2001
"Songbook gilberto gil - vol 2", Barão vermelho, Lumiar discos ltda, 2015/08
"E-collection disco 2" , Barao vermelho, Warner music, 2000
"Dois amigos, um século de música", Caetano veloso e gilberto gil, 2015/10
"Impressões de viagem", Eminência parda, Blues time, 2007
Eminência parda, Blues time do brasil ltda, 2010/09
"Personalidade - gilberto gil", Gilberto gil, Novodisc mídia digital da amazônia ltda, 2013/02
"Expresso 2222", Gilberto gil, Polygram, 1972
"Umeboshi - ao vivo, 1973", Gilberto gil, Ram 2 produção ltda (discobertas), 2017
"Back in bahia - ao vivo (1972)", Gilberto gil, Ram 2 produção ltda (discobertas), 2017
"Millennium", Gilberto gil, Universal, 2004
"Durval discos {trilha sonora}", Gilberto gil, Universal, 2003
"Gilberto gil 2-lados", Gilberto gil, Universal music, 2010/07
"Trilha sonora do filme 1972", Gilberto gil, Universal, 2005
"O cordão da liberdade", Gilberto gil, Philips, 1981
"Serie sem limite - cd 1", Gilberto gil, Universal, 03/2001
"20 grandes sucessos de gilberto gil", Gilberto gil, Polygram, 1998
"O viramundo ao vivo-cd 1", Gilberto gil, Polygram, 1998
"Minha historia", Gilberto gil, Polygram, 1993
"Personalidade", Gilberto gil, Polygram, 1987
"Wahari binaural - música e ciência", Instrumental - arranjo augusto weber, Adalberto nazareth de almeida camargo, 2015/06
"Wahari binaural - música e ciência", Instrumental - arranjo augusto weber, Augusto ernesto weber, 2016/01
"Movimento", Jose augusto silvestre, 2001
"Lanny s quartet", Lanny gordin, Tratore distribuição de cd 's ltda, 2012/12
"Estúdio coca cola", Nando reis e cachorro grande, Universal, 2007
"Brasileiro-o som que vem da terra", Nordeste, Sony, 1999
"Cine ipanema", Ricardo vilas, Rod digital, 2004
"Refestança", Rita lee e gilberto gil, Emi, 2003/12
"Caixa rita lee", Rita lee e gilberto gil, Universal music ltda., 2015/04
"Pequeno cotolengo do paraná", Wanderlea, independente, 2003
"Wanderléa - maravilhosa ao vivo", Wanderléa, Canal brasil s/a, 2014/01
"O amor sobreviverá", Wanderléa, Copyrights consultoria, 2003
"Maravilhosa", Wanderléa, Ram 2 produção ltda (discobertas), 2012/03
"Wanderléa", Wanderléa, Tratore distribuição de cd's ltda, 2011/03
"Millennium 2005", Wanderléa, Universal, 2005
"Maravilhosa", Wanderléa, Universal, 2004

"Era o primeiro verão na Bahia depois que eu tinha voltado de Londres, e eu fui à festa de Nossa Senhora da Conceição em Santo Amaro da Purificação. Eu estava na casa onde Canô, mãe de Caetano, estava dando a festa; vendo as pessoas queridas e a alegria que emanava delas, da lembrança da saudade que eu sentia dessas e outras coisas em Londres veio o impulso para escrever a canção - que eu comecei ali, letra e música juntas, de cabeça, e complementei no dia seguinte, já na casa de Sandra, na Graça, em Salvador.

"Back in Bahia se baseia em motivos musicais muito íntimos, nordestinos - improviso, embolada, galope, martelo -, e em modos cordélicos, com rimas rítmicas [e também internas], típicas do versejar nordestino, e versos simétricos [quase todos de 16 sílabas]: entre eles, o 'de vida vivida dividida pra lá e pra cá', de que eu mais gosto: poesia pura, concreta, como o 'fazer o canto cantar o (rimando com cântaro) o cantar', em Palco."
BRGPG-15-00033